Brutality will Prevail (País de Gales)

Brutality Will Prevail (às vezes abreviado BWP ) é uma banda punk Welsh Hardcore fundada em 2005 em Cardiff . Eles percorreram a Europa e a Ásia e fizeram aparições no festival em Reading e Leeds , Download e Ghostfest . Eles também foram cobertos em revistas como a NME e Kerrang! .

A banda foi formada em 2005 pelo guitarrista James Goodman e pelo baterista Adam Evans, a formação foi completada pelo baixista Dale Williams e vocalista Gareth Arnold. Com esta formação, eles tocaram shows na região de Gales do Sul e gravaram o EP de “Life Is Our War”. Esta formação durou o resto do ano e os membros deixaram por vários motivos.

2006 viu James ligar-se ao novo vocalista Ajay Jones, que se tornaria o rosto da banda nos próximos 8 anos. Ele também trouxe o baixista Emlyn Lamb para a dobra e com essa formação gravaram o EP ‘Never Turn Back’ e começaram a fazer um nome para eles em turnê nacional com bandas como a Baysix.

Mais mudanças na formação viram Adam sendo substituído pela bateria por Richard Dyas e a adição de Jordan Murray no segundo violão. Com esta formação, gravaram o raro EP de South Wales Kings e continuaram a se dar um nome para a cena do Reino Unido. Eles permaneceram calados até 2009, quando lançaram o registro “Forgotton Souls” em Purgatory Records (gravadora independente de Ajay), antes de lançar “The Root Of All Evil” em 2010 e “Scatter The Ashes” em 2012 (também no Purgatory Records). A banda apoiou os lançamentos visitando muito o Reino Unido,Bate de câncer e terror .

Em 2012, foi anunciado que Ajay tinha deixado a banda, que justificou isso devido à crescente pressão de tempo do músico e seus interesses, de outra forma, a banda, ele também acusou a gerência por trás da banda de que eles estavam usando isso como “Money Make Scam “E também afirma que não queria vender a cena hardcore. Ajay foi então substituído eventualmente por Louis Gauthier (vocalista do Breaking Point) e um novo álbum intitulado Suspension of Consciousness foi lançado através de uma nova gravadora, Siege of Amida Records , em 2014.

Com esta nova formação, a banda tocou festivais como o Festival de Download e os Festivais de Leitura e Leeds , além de embarcar em vários passeios para diferentes públicos em todo o mundo, incluindo a Austrália e a Ásia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *